Na Direção do Vento

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Ele procurava um rumo em sua vida, mas não imaginava que seria tão difícil como estava sendo. Talvez não tão difícil como poderia ser, mas ele simplesmente parou diante de uma importante decisão, ficou imóvel deixando-se levar pela direção que o vento soprasse, mas sem nunca fincar seus pés em algum lugar.
No fundo mesmo ele só queria que qualquer que fosse o rumo que a vida dele tomasse não interferisse nos seus princípios. Porém ele apenas via o tempo passar ao seu redor, mas não conseguia criar forças para acompanhá-lo.
Deixando oportunidades passarem ao seu lado, ele era julgado.
Desistência? Preguiça? Sacrifício?
Ele via toda a sua situação como um investimento.
Após um bom tempo sendo levado pelo vento, deixou de alimentar sonhos, não estabeleceu uma meta real pra sua vida. Enfim, sem esperanças, deixou de investir em si mesmo.

3 comentários:

Eduardo Montanari disse...

Bonito mas triste. Contudo absolutamente verdadeiro.

sobrefatalismos disse...

Esse layout tah horrivel e eu nao aguento mais digitar essa assinatura de caracteres nos bloggers da vida.
Oi binho. Que bom q vc voltou.

Lucas Neves disse...

Espero que você não faça como ele. Que tenha um objetivo e que realize-o!
Adorei o texto!
Precisando, estou aí, meu caro.

Desculpa a demora por passar por aqui.

 
diHITT - Notícias